Gatinho em dia de chuva

Há um tempo atrás, quando eu era um gatinho jovem e ainda não tinha sido resgatado pelo Paraíso, passei por muitas experiências complicadas e difíceis. Mas ainda bem que nem todos os humanos são maldosos. E ainda bem que eu conheci uma dessas pessoas boas.

O dia estava cinzendo, e a chuva fininha caia do céu. Eu estava com muito frio e com muita fome. Torcia para que um milagre aparecesse e me tirasse daquele sofrimento. E foi o que aconteceu... Uma senhorinha vinha andando pela calçada com um guarda-chuva e uma sacola na mão. Foi quando ela me viu... Todo encolhidinho e tremendo num cantinho.

Ela se aproximou e com carinho falou comigo. No começo, fiquei um pouco assustado. Não era comum ser tratado daquele jeito. Ela não se importou com a chuva e nem com meu pelo sujo. E ficou lá, me acariciando enquanto conversava comigo. Ela perguntava se eu tinha dono... Qual era meu nome... Eu miava tentando responder aos carinhos e as perguntas. Parecia que ela estava me entendendo... Então nosso papo continuou.

Ela tirou da sacola alguns pedacinhos de biscoito e me deu. E ficamos ali durante um tempinho. E como passou rápido! Queria que aquele momento durasse para sempre... Mas infelizmente tudo que é bom, dura pouco. Aprendi isso nas ruas. Ela tinha que voltar pra casa... Disse que morava com pessoas que não gostavam muito de animais e por isso não podia me levar junto.

Mas foi bom ter um pouquinho de carinho em dias tão difíceis. Me ajudou a continuar forte! Hoje estou no Paraíso só esperando uma família.