Gatinho preto

A coisa que mais sei na vida é que ser um gatinho abandonado é muito triste. Mas infelizmente, ser um gatinho preto abandonado é duas vezes pior. As pessoas têm preconceito com a gente, alguns têm medo, mas outros humanos nos maltratam e machucam de verdade. Já sofri com xingamentos e já fui muito chutado, não entendo essa raiva que eles têm da gente... Não fazemos mal pra ninguém!

Hoje estou no Paraíso, só esperando ser adotado. Mas nem sempre tive uma vida boa assim...

Quando vivia abandonado tive dias terríveis, mas um dia me marcou. Não através da tristeza, porque isso eu tinha aos montes, mas pela alegria. É difícil receber um carinho, mais difícil ainda é receber uma comidinha gostosa... Mas teve um senhorzinho que foi muito gentil comigo e vou lembrar dele pra sempre...

Tinha acabado de anoitecer e eu já estava buscando um lugarzinho pra me esconder. Sabe como é... De noite um gatinho preto fica ainda mais vulnerável, com pessoas maldosas andando por aí. Achei uns caixotes empilhados, mas antes que eu entrasse, um senhor de cabelo branquinho me chamou. Não sei por que eu fui sem hesitar... Acho que foi esse tal de  instinto felino. Quando cheguei perto ele tirou do bolso uma latinha de comida de gatinho, abriu e colocou no chão pra que eu comesse. Depois de me dar um cafuné, ele foi embora com sua muleta, bem devagarinho.  

Sei que existem pessoas maldosas por aí, mas o que me alegra é saber que existem as pessoas boas!

Lambeijos do Dark.