O gatinho na bicicleta

Sou o Floquinho, e bem antes de chegar ao Paraíso, vivi uma história bem divertida.

Estava correndo pela rua, caçando uma barata que insistia em fugir das minhas garras quando de repente eu a vi... A bicicleta mais irada que já pude apreciar na minha vida! Ela era preta cheia de chamas vermelhas. O guidão era amarelão florescente e o menino que pilotava aquela belezura tinha um capacete mais maneiro ainda. Cheio de estrelas cadentes...

Ele parou em frente a uma casa de dois andares. Estacionou a bike na calçada e entrou correndo. Eu, como sempre gostei de bicicleta, me aproximei pra ver melhor aquela belezura. De perto era mais bonita ainda... Tinha até uma cestinha que com certeza dava pra eu me esconder dentro. Como sou esperto; olhei pra um lado, olhei pro outro e nada do menino... Em um pulo entrei na cestinha e fiquei lá de dentro só imaginando como seria legal andar nela por aí.

Mas o menino chegou cortando meu barato... Fiquei com medo que ele me chutasse pra longe, como outros meninos já fizeram, e me encolhi todo. Mas me surpreendi quando ele fez carinho em mim e perguntou se eu não queria dar uma voltinha pelo bairro. – Miaaaauu; respondi com animação.

E aquela tarde foi incrível! Passeamos pelo parquinho, ele me mostrou a escolinha, mostrou o riachinho, e tudo isso, montados na bicicleta. Ele até me deixou usar um pouco o capacete! Ah... Foi muita alegria!

Demos outros passeios; e ele me dava comidinha também... Mas um dia, ele e a família foram embora... Não podiam me levar. Fiquei triste né... Mas graças ao Paraíso voltei a ser feliz! Fui resgatado!